"" Seu Site Sobre Emagrecimento: Precisa Emagrecer? Vejá só Como Isso é Possível.

sexta-feira, 26 de maio de 2017

Precisa Emagrecer? Vejá só Como Isso é Possível.

Dieta da proteína, do glúten, da sopa e todas as outras que viram moda podem até funcionar, mas não mais do que um ou dois meses. Para emagrecer urgente, especialistas garantem que regimes muito severos não funcionam à longo prazo, o que quer dizer que as pessoas tendem a voltar a engordar, já que não conseguem aguentar a “rigidez alimentar” por muito tempo. A verdade é que para emagrecer, as pessoas precisam adotar bons hábitos e aprender a comer de forma saudável.

Além de seguir a boa e velha regra de optar por alimentos saudáveis, naturais, integrais, comer a cada três horas e fazer todas as refeições do dia, dando preferência a carboidratos complexos, proteínas, verduras, legumes e frutas e evitando frituras e doces, existem algumas dicas que podem auxiliar e otimizar a perda de peso. Confira:

1. Concentre-se na mastigação


De acordo com uma pesquisa recente, quanto mais tempo você passar mastigando os alimentos, menos calorias você vai ingerir. O estudo constatou que as pessoas que mastigavam cerca de 40 vezes cada garfada comeram 12% menos do que aqueles que mastigavam apenas 15 vezes. Este resultado significa que quanto mais rápido você come, mais quantidade de alimentos vai consumir.

A explicação para isso é que o organismo demora 20 minutos após o início da refeição para sinalizar que está satisfeito. Como a mastigação é a primeira etapa da digestão, é importante triturar bem os alimentos para que ocorra a absorção correta dos nutrientes e produza a sensação de saciedade. E lembre-se, o estômago não tem dentes para triturar os alimentos, portanto, mastigue-os bem antes de engolir.

2. Coma sempre dentro de uma hora depois de acordar


Sabe aquela história de que você não consegue tomar café da manhã porque vive na correria? Para quem quer emagrecer, este hábito tem o efeito oposto. Isto porque é a refeição mais importante do dia e é comprovado que as pessoas que comem pela manhã são mais magras do que aquelas que pulam esta refeição. O ideal é comer dentro de uma hora depois de acordar, afinal ficamos horas seguidas sem comer enquanto dormimos.

— Durante a noite nosso corpo continua trabalhando, mas em jejum e é de manhã que nós vamos repor todos os nutrientes necessários para iniciar o dia —, diz a nutricionista Eliane Romantini.





Além disso, de acordo com a especialista, a exclusão do café da manhã faz com que a pessoa fique com muita fome durante o dia e tenha descontrole na velocidade de comer, na quantidade e qualidade da alimentação, optando por comidas mais calóricas, como frituras, alimentos açucarados e gordurosos.

Outro motivo que prova que tomar café da manhã pode ajudar na perda de peso, segundo os nutrólogos Luís Carlos Silveira e Mariela de Oliveira Silveira, do Kurotel Centro de Longevidade e SPA, é que pelo fato da pessoa estar de estômago vazio, os nutrientes que forem ingeridos serão melhores absorvidos.

— Um dos momentos do dia que estatisticamente as pessoas comem mais frutas, é no café da manha. Se isso ocorrer, vitaminas e minerais importantes no processo metabólico saudável (como cromo e zinco, por exemplo) poderão ser melhores absorvidos. Isso possibilitará melhor síntese de açúcares e gorduras, reduzindo o depósito adiposo excessivo —, afirmam.

Portanto se você quer emagrecer nada de ficar pulando refeições importantes como o café da manhã, caso contrário já sabe: aumento de peso na certa! O importante é fechar a boca para alimentos gordurosos.

— O que deve ser evitado, mas muitas pessoas costumam ingerir de manhã, são alimentos com baixo valor nutricional e alto teor calórico, como refrigerante, salgadinhos, produtos a base de gordura vegetal hidrogenada, como croissant, bolacha recheada, frios gordurosos, como salame, mortadela —, explica Eliane.

A nutricionista dá dicas para um café da manhã reforçado, saudável e indispensável para o dia a dia de quem se preocupa com o corpo e com a saúde.

— O ideal é que a alimentação seja equilibrada e que a pessoa consuma pelo menos uma fonte de proteína, como leite, queijo, iogurte, ovos. Pelo menos uma fonte de carboidrato, de preferência pães, torradas e cereais integrais e uma fonte de alimentos que fornecem vitaminas e minerais, como sucos e frutas —, indica.

3. Mantenha o foco no que você está comendo


Não prestar atenção e não se concentrar na comida é outro erro bastante comum que as pessoas costumam cometer. Assistir TV, falar ao telefone ou ouvir música enquanto come pode dificultar a perda de peso. Isso porque o cérebro das pessoas que se alimentam distraídas com outra coisa pára de receber sinais de que está comendo. Um estudo da Universidade de Bristol apontou que as pessoas que comiam enquanto faziam outras atividades, ingeriam o dobro de alimentos do que aquelas que se concentravam na alimentação.

4. Prefira consumir alimentos crus



Cozinhar demais a comida pode reduzir muito a quantidade de nutrientes dos alimentos e quando nosso organismo não tem nutriente suficiente, não se sente satisfeito e a pessoa começa a sentir fome mais rápido. Por isso, é importante comer alimentos crus, como peixe, legumes e verduras. Para quem tem um sistema digestivo sensível e não pode comer alimentos crus, a dica é cozinhá-los por menos tempo possível. Lembre-se: quanto menos você cozinhá-los, mais nutrientes restarão nos alimentos.



5. Não coma alimentos gordurosos à noite
Quem é que nunca acordou com “ressaca alimentar”? É aquela sensação desconfortável no dia seguinte em que você comeu demais à noite. E já que a comida é um combustível, pense na seguinte teoria: o corpo precisa que você gaste a energia que consumiu com o combustível, ou seja, o alimento. Isso quer dizer que comer em grandes quantidades à noite, quando o corpo está relaxado e prestes a descansar não faz sentido.

Portanto, evite comer alimentos gordurosos e calóricos, como frituras e doces. No jantar, o ideal é optar por alimentos mais leves, por isso as carnes brancas são boa pedida. “Esse tipo de carne, em especial o peixe, tem digestão mais rápida e fácil, ou seja, não pesa no estômago, fator que prejudica o sono”, explica a nutricionista Adriana Ávila da clínica Vitay Medicina de Emagrecimento e Estética. À noite, dê preferência às carnes brancas grelhadas ou cozidas. Também invista em alimentos integrais, folhas e frutas.

6. Coma em pequena quantidade e muitas vezes por dia


Nunca passe mais de três horas sem comer. Isso porque, de acordo com a nutricionista Eliane Romantini, ficar muito tempo sem se alimentar faz com que o organismo libere cortisol, hormônio do estresse, que aumenta a glicemia (açúcar no sangue). Com isso, há excesso na produção de insulina, hormônio relacionado ao acúmulo de gordura abdominal. Além disso, quem passa muito tempo sem comer, fica com muita fome e exagera na quantidade de alimentos da próxima refeição. Também aumenta as chances de escolher alimentos gordurosos e muito calóricos.

Por isso, o ideal é comer de 3 em 3 horas, pequenas quantidades de comida, ficando atenta à qualidade dos alimentos que escolher ao longo do dia.

Não beba durante as refeições


Evite beber líquidos durante as refeições. Ingerir bebidas enquanto come dificulta a digestão, porque dilui o ácido do estômago e a absorção de nutrientes fica mais difícil. Isso resulta em fermentação, inchaço e gases. Por isso, o indicado é beber água 15 minutos antes ou depois das refeições.

Além disso, de acordo com uma pesquisa realizada nos Estados Unidos, beber dois copos de água 30 minutos antes de se alimentar pode ajudar a emagrecer.

— Quando estamos de estômago vazio, nosso organismo libera hormônios que facilitam absorção de carboidratos, por exemplo. Se a pessoa bebe água antes das refeições, esses hormônios são diluídos, o que impede a absorção rápida dos nutrientes —, explica o nutrólogo Hélio Osmo.


fonte: http://revistadonna.clicrbs.com.br/saude/7-dicas-de-como-emagrecer-sem-fazer-dieta/

Nenhum comentário:

Postar um comentário